Correr

(Autoria: Márcia Homem de Mello)

em agosto de 2019

Texto passou a fazer parte do Livro Escrito à luz, escritos à tinta, do fotógrafo Edvaldo Medeiro, em outubro de 2019

Corra, corra até a exaustão.
Corra do sentir.
Corra da rendição.
Corra da afetividade.
Corra da dádiva.
Corra, corra não pare.
Corra para a solidão.
Corra para a morte.
Corra para o precipício.
Corra para acreditar.
Corra, corra sem olhar.
Corra com raiva.
Corra com velocidade.
Corra com tristeza.
Corra com ilusão.
Corra, corra de si.
Corra sem apego.
Corra sem lágrimas.
Corra sem arrependimentos.
Corra sem coração.
Corra, corra, corra...
Corra acorrentado aos medos.
Corra acorrentado aos fantasmas.
Corra acorrentado aos delírios.
Corra acorrentado aos ingratos.

Corroa a sua existência.

 

Correr, eu? 
Prefiro apreciar a vista.
Correr, eu?
Prefiro a calmaria.
Correr, eu?
Prefiro a paciência.
Correr, eu?
Prefiro a benesse.
Correr, eu?
Prefiro viver a existência.
Já corri demais. 
Amadureci!

Fotos do fotógrafo Edvaldo Medeiro, fazem parte do Livro Escrito à luz, escritos à tinta, lançado em outubro de 2019, de sua autoria.

Foto Edvaldo Medeiros
Foto Edvaldo Medeiros
Foto Edvaldo Medeiros